Infertilidade > Infertilidade feminina - Exames

Diagnóstico

Para que se tome conhecimento da infertilidade de uma mulher é necessária uma detalhada investigação clínica, com a realização de alguns testes destinados a conhecer profundamente o funcionamento de seu organismo e a possibilidade de haver distúrbios ovulatórios, alterações endócrinas, entre outros fatores relacionados.

As alterações endócrinas podem estar diretamente relacionadas com a infertilidade, pois são comumente responsáveis pela falência ovariana precoce, hipotireoidismo e o hiperandrogenismo. É comum que o médico especialista ainda queira compreender o funcionamento dos tubos peritoneal, corporal e cérvico-vaginal, os quais são responsáveis pela captação, transporte e nutrição dos gametas e do óvulo.

Alguns testes que avaliam a infertilidade da mulher são:

Score cervical: realizado para compreender as características do muco cervical produzido no colo uterino. Ele é de importância vital para a migração dos espermatozoides até as trompas.

CTB – Curva de Temperatura Basal: verifica a curva de temperatura no ciclo ovulatório. A temperatura mais baixa do ciclo está relacionada ao dia ovulatório.

Ecografia transvaginal: avalia a presença e grau de maturidade dos folículos ovarianos e o tamanho da espessura da mucosa endometrial. O exame é realizado no período ovulatório.

Sims-Huhner: conhecido como teste pós-coito, testa a habilidade do espermatozoide em se inserir no muco cervical. O exame também deve ser realizado no período ovulatório, de 6 a 8 horas após a penetração.

HSG - Histerossalpingografia: este exame é uma radiografia contrastada, realizada entre o 7º e o 10º dia do ciclo menstrual. É uma excelente forma de avaliação anatômica do útero e das trompas, pois detecta a existência de obstruções e anomalias na região.

Laparoscopia: investiga a cavidade pélvica, podendo diagnosticar a presença de endometriose, obstrução tubária, mioma, doenças inflamatórias e má formação do útero.

Histeroscopia: possibilita a visualização da cavidade interna do útero a fim de verificar a presença de pólipos endometriais e miomas submucosos, além de sinéquias pós-curetagem uterina e possível endometrite.

 

Infertilidade masculina – exames

Além de exames clínicos, um dos testes mais comuns para a detecção da infertilidade masculina é o espermograma, que visa realizar a contagem de espermatozoides. O espermograma utiliza uma amostra de sêmen colhido em laboratório para avaliar a saúde do órgão reprodutor masculino.

A amostra do espermograma permite que sejam analisadas a quantidade e qualidade do material ejaculado, sendo verificados elementos como consistência, acidez (pH), volume, concentração de espermatozoide, entre outros.
O exame possui, ainda, especificações que somente um profissional especializado pode analisar para, então, conceder uma opção ao casal que pretende engravidar.
 

Ligue e tire suas dúvidas

(11) 3372-1900

Segunda à sexta: 9h às 20h

Vou fazer um tratamento de infertilidade na Master Health
Cadastre-se e a Master Health entra em contato com você!

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Especialistas responsáveis: Dr. Armindo Dias Teixeira - CRM 45.547 e Dr.José Bento de Souza - CRM 43.469
  • Eu desejo engravidar |
  •  Eu quero ser fértil |
  •  Eu mereço ser feliz |
  •  Eu vou fazer um tratamento na Master Health